PPBIO - Programa de Pesquisa em Biodiversidade do Semiárido

PROGRAMA DE PESQUISA EM BIODIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO

NOTÍCIAS

Plano de Ação Nacional de Conservação do Tatu-bola é lançado na cerimônia do Dia Internacional da Biodiversidade

Plano de Ação Nacional de Conservação do Tatu-bola é lançado na cerimônia do Dia Internacional da Biodiversidade

O evento foi uma realização do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Na ocasião, a ministra do Meio Ambiente, Isabela Teixeira, assinou vários acordos a favor do investimentos de pesquisa, recursos e esforços para a biodiversidade brasileira.

A portaria de número 56 (Processo nº. 02070.001092/2014-51) já consta no Diário Oficial da União (DOU) entre outras diversas portarias, consideradas  importantes conquistas para a fauna brasileira.

A oficina do Plano de Ação foi coordenada pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros – CPB do ICMBio, contando com o apoio da ONG Associação Caatinga e do Grupo Especialista em Tatus, Preguiças e Tamanduás – ASASG da IUCN, e com a participação de outras 15 instituições entre universidades, órgãos estaduais e federais de meio ambiente e ONG. O PAN Tatu-bola terá coordenação executiva da Associação Caatinga e será acompanhado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação do Cerrado e Caatinga – CECATe pela Coordenação-Geral de Espécies Ameaçadas – CGESPdo ICMBio.

O PAN Tatu-bola enfoca as duas espécies do gênero Tolypeutes. Para T. tricinctus o objetivo é reduzir o risco de extinção, já o T. matacus é necessário ampliar o conhecimento sobre ele para poder avaliar adequadamente seu estado de conservação. Para atingir este objetivo em cinco anos, foram estabelecidas 38 ações ordenadas em seis objetivos específicos, e foi constituído um Grupo de Assessoramento Estratégico composto por 10 membros, de sete instituições.

Paralelo ao Plano, a sociedade está sendo mobilizada pela Campanha ‘Eu Protejo o Tatu-bola’ que visa fortalecer ainda mais o apelo pela preservação do animal que inspirou o mascote da Copa do Mundo 2014. Infelizmente, esta estratégia não os protege da caça praticada pelos humanos e, isto em conjunto com a destruição de seus habitats, tem ameaçado a sua sobrevivência.

A expectativa é de que a execução das ações previstas possa ser iniciada já no segundo semestre de 2014.

« 1 2 »
PPBIO
UEFS

PROGRAMA DE PESQUISA DE BIODIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE
FEIRA DE SANTANA - BA

Av. Transnordestina, S/N - Novo Horizonte
Feira de Santana - BA

coordenacaoppbio@gmail.com

(75) 3161-8033